Capital de giro: saiba como calcular

Dentre os cálculos mais importantes. O cálculo correto do capital de giro auxilia as empresas crescerem e conseguir lucros, além de manter em ordem o setor financeiro do negócio.

Aqui no Blog você recebe diversas dicas práticas e seguras de como controlar seus gastos, administrar suas contas e não passar sufoco no final do mês.

Para iniciar o cálculo, o empresário deve definir quais são os custos fixos do estabelecimento, tais como folha de pagamento, impostos, aluguel e transporte. Após as primeiras análises, é necessário definir quanto em vendas é preciso gerar para que uma receita capaz de cobrir as despesas e gerar lucro condizente com a qualidade e a quantidade do serviço realizado.

O estoque é um dos itens a ser destinado uma atenção especial por se tornar capital imobilizado dentro da empresa, muitas vezes. Segundo especialistas desse site, o capital de giro ideal seria o que suportasse pelo menos seis meses de despesas fixas e de estoque até que o negócio gere lucros.

A fórmula é a seguinte

“Valor das Contas a Receber” + “Valor em estoque” – Valor das Contas a Pagar.

Exemplo: se as suas contas a receber somam o valor de 40 mil reais e seus estoques geram uma despesa de 10 mil, você deve tomar os dois resultados e subtrair o valor das contas a pagar, que pode ser de 15 mil.

40.000 + 10.000 = 50.000

50.000 – 15.000 = 35.000

Ou seja, a necessidade do capital de giro do seu negócio é de 35 mil reais por mês!

Definido o valor, cabe aos responsáveis buscar métodos para conseguir gerar esta receita.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *